O CBD PODE AJUDAR A TRATAR A DEPRESSÃO?

De CBD, é um composto natural que cresceu enormemente nos últimos anos, graças em parte a um número crescente de estudos sobre os potenciais benefícios para a saúde, incluindo o tratamento da depressão. Os primeiros resultados de alguns estudos sobre depressão e transtorno bipolar parecem promissores.

CBD é uma das substâncias mais que 100 que canabinóides e são encontrados na planta Cannabis sativa.

Embora o CBD seja semelhante ao tetrahidrocanabinol (THC), as duas substâncias funcionam de maneira diferente no corpo. O THC é responsável pelos sentimentos de euforia ou pelo “alto” que uma pessoa experimenta ao usar cannabis.

O CBD não tem esses efeitos no corpo – não causa “altos” sentimentos de euforia.

Leia neste artigo sobre o potencial da CBD cada sintomas de depressão para ajudar a aliviar. CBD pode não ser adequado para todos e há certamente outras coisas que você deve considerar antes de usar o tratamento de CBD para uma condição. Consulte o seu médico em todos os momentos.

CBD para depressão

Depressão e transtornos de ansiedade são transtornos mentais comuns que podem ter um efeito duradouro na saúde, vida social, capacidade de trabalho e bem-estar geral de uma pessoa.

Um médico pode prescrever medicamentos para ajudar uma pessoa a tratar ou controlar a depressão. Muitas dessas drogas têm efeitos colaterais incômodos e muitas vezes desagradáveis, como alterações de humor, insônia e disfunção sexual.

O CBD mostrou-se promissor nos estudos iniciais como um tratamento para depressão e ansiedade, e pode causar menos efeitos colaterais em algumas pessoas.

As descobertas de pesquisa de 2014 pode ajudar a explicar porque o CBD pode ser útil no tratamento da depressão. Eles indicam que o CBD parece ter uma interação positiva com receptores de serotonina no cérebro na maioria dos estudos.

A serotonina afeta uma série de funções no corpo, incluindo o estado emocional de uma pessoa e sentimentos de bem-estar ou felicidade. Manter os níveis de serotonina equilibrados é muitas vezes uma terapia importante para pessoas com depressão.

Que pesquisa diversa sobre CBD diz contra a depressão

Testes em modelos animais forneceram algumas evidências para o uso do CBD para ajudar a tratar a depressão. Segundo os autores do avaliação do 2014. Os resultados de vários estudos indicam que o CBD parece agir como um antidepressivo e um componente anti-ansiedade em modelos animais com depressão.

Autores de um revisão de 2018 também observou que muitos estudos demonstraram a atividade anti-estresse e antidepressivo do CBD em modelos animais. O composto exibe um claro efeito anti-stress após o uso a curto ou longo prazo. O CBD trabalhou como antidepressivo em certos testes.

Os autores também descobriram que o composto funcionava sem ativar diretamente os receptores endocanabinóides do cérebro, o que pode indicar que há menos risco de o CBD tornar-se viciante ou viciante. Isso é importante porque muitas pessoas estão preocupadas com o potencial de dependência de antidepressivos e compostos de cannabis.

Em um pesquisa de 2018 os pesquisadores indicaram que o CBD é promissor como antidepressivo de ação rápida.

A maioria dos pesquisadores que realizam testes em animais com CBD requer pesquisas mais diretas em humanos, mas seus primeiros resultados são um passo essencial para o funcionamento da CBD no corpo.

CBD para pânico e medo

Alguns estudos em humanos mostram que o CBD pode ser útil para outros problemas frequentemente associados à depressão, como ansiedade ou transtorno do pânico. Em avaliação no 2017 dos potenciais benefícios do CBD para o transtorno de pânico encontrou uma série de resultados positivos.

Segundo os autores, os distúrbios de pânico afetam aproximadamente 5 por cento da população mundial e causam o inesperado e recorrente ataques de pânico.

Em modelos humanos, uma dose única de 300 miligramas (mg) de CBD causou uma diminuição acentuada nos níveis de ansiedade após um teste simulado de falar em público, de acordo com um estudo de revisão. Outro estudo descobriu que 600 mg CBD causou uma redução significativa nas medidas de ansiedade em pessoas com fobia social.

Efeitos colaterais

Quando o CBD é tomado por via oral, por inalação ou uso tópico, geralmente não parece haver efeitos colaterais.

No entanto, se alguém for sensível aos compostos no CBD, eles podem experimentar o seguinte:

O CBD também pode interagir com vários medicamentos. Qualquer pessoa que considere o uso de CBD deve, portanto, sempre consultar um médico sobre sua medicação existente para verificar se há interações.

Como usar o CBD em depressão ou ataques de pânico

Muitas pessoas optam por tomar CBD por via oral, usando várias tinturas, cápsulas e óleos. CBD é possivelmente o mais eficaz se alguém usá-lo regularmente e em intervalos regulares. Parece não haver risco de desenvolver dependência da CBD, portanto, o uso a longo prazo pode ser seguro para a maioria das pessoas.

A Food and Drug Administration (FDA) ou organizações de saúde alimentar não regulam os suplementos naturais, como CBD, por isso é crucial para comprar apenas produtos de boa reputação.

Também é uma boa ideia verificar os resultados de laboratório de terceiros que indicam os níveis de CBD em um determinado produto. Dessa forma, você sabe com certeza qual qualidade de CBD você tem.

Resumo sobre o CBD na depressão

CBD é um composto poderoso que está ganhando popularidade como uma medicina alternativa. Embora haja alguma evidência promissora para o uso futuro de CBD como um antidepressivo, mais pesquisas são necessárias em humanos para determinar se é seguro ou eficaz.

Qualquer pessoa interessada em usar o CBD para depressão ou ansiedade deve primeiro consultar um médico sobre como usá-lo e o risco de interações com outros medicamentos.

FONTE: https://drugsinc.eu/pt/CBD-pode-ajudar-no-tratamento-da-depress%C3%A3o/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *