PACIENTES COM FIBROMIALGIA SÃO TRATADOS COM CANNABIS E RELATAM MELHORAS SINTOMAS

Segundo um estudo conduzido por especialistas israelenses e publicado em 2018, 100% dos pacientes que fizeram uso da cannabis para tratamento da fibromialgia relataram melhoras.

O tratamento da doença, até pouco tempo, era restrito a relaxantes musculares e antidepressivos, opções que proporcionavam apenas o alívio momentâneo e efeitos colaterais.

A cannabis entrou no leque de opções para o tratamento e ela vem mostrando resultados satisfatórios no controle da doença.

Muitas vezes, pela dificuldade de diagnóstico, a fibromialgia rotulada como um transtorno exclusivamente psicológico, visto que os pacientes apresentam outros sintomas, tais como como quadro ansioso depressivo, fadiga e diferentes tipos de insônia, rigidez articular, dores de cabeça, mãos inchadas, problemas de concentração e memória.

Um dos grandes desafios no tratamento da fibromialgia, segundo Wellington Briques, diretor médico de uma companhia canábica, é controle da dor.

“Devido às dores crônicas, é muito comum que a fibromialgia leve a anormalidades no sistema nervoso, mudando a forma com que os pacientes lidam com o estresse. A fadiga constante também pode levar a isolamento das atividades rotineiras, ansiedade, falta de energia, sentimento de culpa e muitos outros sintomas que desencadeiam a depressão”.

A análise israelense da associação da cannabis na redução das dores da fibromialgia foi realizada em 2017 e contou com a participação  dois centros médicos de Israel especializados no tratamento da doença.

Participaram da pesquisa 26 pacientes diagnosticados com fibromialgia há pelo menos 2 anos, com idade média de 37 anos.

Do quadro participativo, 73% era composto por mulheres.

Os participantes responderam questionários sobre a doença antes e depois do tratamento com cannabis medicinal, que teve duração em torno de 11 meses.

Ao finalizar o tratamento, 100% dos pacientes relataram melhoras nos sintomas da fibromialgia em todos os quesitos constantes no questionário, principalmente nos que se referiam à dor.

Após o consumo da cannabis, 50% dos participantes informaram ter parado de tomar medicações tradicionais.

Briques diz que a ideia de utilizar os canabinoides como fármacos no tratamento da fibromialgia é devido ao seu envolvimento na regulação da dor e do estresse crônico. 

“Temos observado que doses diárias de canabinoides podem reduzir significativamente os níveis de dor, depressão e ansiedade em pacientes com fibromialgia, proporcionando a eles melhora significativa na qualidade de vida como não se via com o uso dos outros medicamentos”.

Pacientes com fibromialgia são tratados com cannabis e relatam melhoras dos sintomas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *