A DESCOBERTA DO REGULADOR MESTRE DO CORPO: O SISTEMA ENDOCANABINOIDE

Por Isabella Filippini

Na década de 60, Raphael Mechoulam e Yechiel Gaoni isolaram, pela primeira vez, o canabidiol (CBD) e a molécula psicoativa delta-9-tetrahidrocanabinol, o chamado THC, da cannabis. A descoberta dos dois principais componentes ativos da planta levou a uma série de estudos sobre a cannabis no mundo todo. Até que em 1988, a americana Dra. Allyn Howlett identificou receptores no cérebro que respondiam ao componente THC. Aí começava a descoberta de um sistema denominado Sistema Endocanabinóide.

Dois cientistas de Mechoulam localizaram, em 1992, uma substância no cérebro que imitava os efeitos do THC, a qual chamaram de anandamida, também conhecida como “substância da felicidade”. Não demorou muito e a substância química no cérebro que imitava o CBD também foi encontrada: 2-AG.

Veja também: Uso e propagação da cannabis

O Sistema Endocanabinoide é constituído pelos receptores CB1, localizado no sistema nervoso, e receptores CB2, encontrados principalmente no sistema imunológico. Estes receptores são instigados pelos chamados endocanabinoides, que são substâncias naturalmente produzidas pelo corpo, como a anandamida e a 2-AG, que vimos anteriormente. Não é à toa que este sistema é chamado de “supercomputador do corpo”: uma de suas funções é manter a estabilidade de todos os outros sistemas corporais, mantendo a homeostase.

Separamos os canabinoides em endógenos, que são canabinoides produzidos naturalmente pelo corpo e comunicam-se com os receptores de canabinoide para regular funções como humor e apetite, e os exógenos, os canabinoides que vêm externamente, como os encontrados na planta de cannabis, que interagem com o Sistema Endocanabinoide para os efeitos físicos e psicológicos.

A afluência mais concreta desses receptores está nas áreas cerebrais que coordenam o movimento, controlam emoções, memória, dor, prazer e reprodução. Não há receptores nos centros cardíacos e respiratórios do tronco encefálico, razão pela qual ninguém morre de uma overdose de cannabis, que é hoje um dos medicamentos mais seguros que existe.

Os canabinoides são, resumidamente, as pontes químicas naturais do corpo. A descoberta do Sistema Endocanabinoide concedeu ao Dr. Mechoulam 27 honras de seis países, máximo respeito de cientistas, médicos, políticos e pesquisadores do mundo inteiro. Infelizmente, a proibição da planta de cannabis reteve suas descobertas e seu nome escondidos do público geral.

 

One thought on “A DESCOBERTA DO REGULADOR MESTRE DO CORPO: O SISTEMA ENDOCANABINOIDE”

  1. Paulo Cesar Lobo says:

    Ola Gostaria de ser ajudado sou Bipolar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *