ESTUDO AFIRMA QUE O CONSUMO DE ÁLCOOL CAUSA MAIS DANOS AO CÉREBRO DO QUE A CANNABIS

Um estudo publicado recentemente na Universidade do Colorado-Boulder procurou determinar a quantidade de dano cerebral causado pela cannabis em comparação aos danos cerebrais causados pelo álcool. O estudo descobriu que o consumo de álcool é muito mais prejudicial para o cérebro do que a cannabis. O estudo inovador foi realizado examinando as varreduras cerebrais de 850 adultos e 430 adolescentes. Alguns receberam álcool e outros cannabis.

O estudo revelou que o consumo de álcool se correlaciona com uma diminuição na matéria cerebral cinza e branca. O uso de cannabis, no entanto, não produziu nenhuma diminuição notável na matéria cerebral. A matéria cinzenta controla a função cerebral, enquanto a substância branca controla a comunicação entre os nervos no cérebro. O que é assustador é que com a destruição de matéria branca e cinza, qualquer redução no volume pode levar a uma função cerebral permanente.

IMPORTÂNCIA DE UM ESTUDO COMPARATIVO
Já se sabia que a cannabis pode ajudar a tratar o alcoolismo, mas um estudo abrangente que compara os efeitos de ambos em relação uns aos outros nunca foi realizado. Os resultados deste estudo contradizem diretamente as crenças de muitos críticos de cannabis que acreditam que o consumo da planta causa danos cerebrais. O co-autor do estudo, Kent Hutchison, afirmou: “Embora a cannabis também possa ter algumas consequências negativas, definitivamente não está perto das consequências negativas do álcool”.

O autor deste estudo, Rachel Thayer, advertiu que os estudos que mostram como a cannabis afetam o cérebro são poucos em número e se contradizem regularmente. Hutchison concordou com a volatilidade dos resultados ao estudar cannabis. “Quando você olha para esses estudos voltando anos atrás, você vê que um estudo informa que o uso de cannabis está relacionado a uma redução no volume do hipocampo (a região do cérebro associada à memória e emoções), o próximo estudo então chega e diz que o uso está relacionado a mudanças no cerebelo ou algo do gênero”.

POR QUE ESTUDOS COMO ESTE SÃO RAROS?
Há muitos estudos de varredura cerebral avaliando o efeito do consumo de álcool. A maioria dos resultados publicados chegaram a um consenso de que o álcool é muito prejudicial para o cérebro. Vale ressaltar que é pouco provável que veremos estudos em grande escala sobre o efeito da cannabis no corpo e no cérebro.

Embora a evidência fornecida pelo estudo da Universidade do Colorado-Boulder possa ser surpreendente no início, ele apoia as alegações feitas por muitos na indústria de cannabis de que ela é muito menos perigosa do que o álcool. A saúde do cérebro é uma preocupação para muitos e os pacientes podem dormir melhor sabendo que existem itens muito mais prejudiciais do que a cannabis médica.

Fonte: Medical Marijuana 411

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *